Apple anuncia grandes novidades de acessibilidade para todos os seus equipamentos!

A gigante de Cupertino a fazer uma grande aposta em funções de acessibilidade.

A Apple anunciou hoje um vasto leque de novas funções de acessibilidade que vão abranger todos os seus equipamentos, mas principalmente o iPhone e Apple Watch. Estas funções irão chegar este ano e têm o objetivo de melhorar o dia a dia de pessoas com limitações e reforça a missão da Apple de tornar os seus produtos acessíveis a todos os utilizadores.

Door Detection para utilizadores invisuais ou com problemas de visão

A função Door Detection pode ajudar utilizadores a identificar a porta ao chegar a uma localização desconhecida. A função providencia o utilizador com informações como a distância e os atributos da porta, até mesmo se está aberta, fechada, se pode ser aberta com maçaneta ou puxador. Adicionalmente, a função deteta símbolos e sinais em portas, para ajudar o utilizador a perceber a sua localização.

Esta função é possível através do sensor LiDAR, presente nos modelos mais recentes do iPhone e iPad (modelos Pro). A Door Detection vai estar incluída na Magnifier (Lupa), a app já existente da Apple para suporte a invisuais ou pessoas com problemas de visão.

Apple Watch torna-se mais útil para utilizadores com limitações físicas

Para pessoas com limitações físicas ou motoras, a Apple criou o Apple Watch Mirroring. Esta função permite o controlo à distância do Apple Watch, através do iPhone. Por exemplo, utilizadores podem ativar comandos de voz, ações ou mesmo gestos da cabeça que serão reconhecidos pelo Apple Watch, ao invés de toques físicos no ecrã.

O Apple Watch Mirroring foi criado para que mesmo com as limitações, utilizadores possam beneficiar de apps únicas no Apple Watch como o leitor de oxigénio no sangue, batimentos cardíacos, bem-estar mental e mais.

Adicionalmente, um simples gesto de double-pinch no Apple Watch pode atender ou terminar chamadas, limpar notificações, tirar uma foto, parar ou reproduzir música e exercícios. Isto tudo através do Quick Actions, uma função de acessibilidade presente no Apple Watch.

Live Captions chega ao iPhone, iPad e Mac

Para utilizadores surdos ou com dificuldades de audição, chegou a Live Captions. Com esta função, utilizadores podem acompanhar melhor conteúdo que tenha áudio, como uma chamada de FaceTime, video conferência, redes sociais, plataformas de streaming. No FaceTime, por exemplo, o áudio é transcrito automaticamente, onde os utilizadores podem ler o que foi dito.

No caso dos Macs, a Live Captions permite escrever texto e tê-lo lido em voz alta, para os restantes participantes da conversa, para manter um ambiente natural durante a chamada. As Live Captions são geradas no dispositivo, o que significa que a informação se mantém privada.

VoiceOver adiciona novas linguagens

O VoiceOver é o leitor de ecrã da Apple, para utilizadores invisuais ou com problemas de visão. A empresa irá adicionar mais de 20 línguas novas, como bengali, búlgaro, catalão, ucraniano e vietnamita. Essas vozes ficarão também integradas em todas as funções de acessibilidade acima mencionadas.

Adicionalmente, apenas no Mac, utilizadores podem aceder à ferramenta Text Checker para identificar erros gramaticais nas novas línguas suportadas.

Mas espera! Há mais novidades...

  • Buddy Controler - utilizadores podem pedir a um amigo ou cuidador para jogar um jogo. A função une dois comandos num só para que duas pessoas possam ter controlo como um único jogador.
  • Siri Pause Time - utilizadores com problemas de fala podem ajustar o tempo de espera da Siri, até responder a um pedido.
  • Voice Control Spelling Mode - trata-se da opção de executar comandos de voz soletrados, letra por letra.
  • Apple Books - a app irá ter novos temas e personalização do texto como negrito ou ajuste de espaço entre palavras.

Quando é que estas novidades todas chegam?

A Apple não foi precisa quanto a datas, apenas indicou que chegariam durante 2022. Ainda assim, é provável que apresente algumas destas novas funções na WWDC 2022, durante a apresentação do iOS 16.