Não seria giro? Câmara de Continuidade na Apple TV

Um pedido de recurso para a Apple TV.

Vivemos tempos em que a Apple continua a inovar, surpreendendo-nos com os seus lançamentos extraordinários. Contudo, são tempos em que me parece que as suas ideias estão demasiadamente atabalhoadas, de que resultam segmentos confusos de produtos.

Deste modo, encontrar as verdadeiras pérolas que a empresa da maçã cria, quase que está nas mãos dos utilizadores. Se antes, os grandes destaques criavam aquele "wow factor", agora são pequenos wows que, se a Apple quisesse fariam toda a diferença.

Na última WWDC22, um dos pontos que me despertou a atenção foi a Câmara de Continuidade. Em parceria com a Belkin (sim, porque lá iria a Apple perder esse tempo), vai ser disponibilizado no mercado um clip que permite acoplar o iPhone aos nossos Macs para que as suas maravilhosas câmaras permitam chamadas FaceTime de qualidade extrema. Espero que tenham pensado bem nisso. Ter um iPhone Pro Max num MacBook Air poderá dar desastre com o peso do telefone. Mas em princípio não.

Ok. É uma ótima ideia. Mas porque não terem colocado câmaras decentes nos iMac e nos MacBook, em vez de termos que estar a acoplar o iPhone com um acessório que temos que comprar?

Então e... não seria giro transformarmos as nossas televisões da sala num super-ecrã para chamadas FaceTime?

Ah pois é! Compraria o acessório da Belkin a correr se de repente pudesse estar a ver um filme com o SharePlay e todas essas coisas giras que a Apple permite. Imaginem bem o que seria estarem libertos dos vossos computadores, confortavelmente sentados no vosso sofá a falar com um familiar ou a conviver com amigos? Se o iOS permite isso, evidentemente que o tvOS também o deveria possibilitar.

Uma sessão de FaceTime tão enorme quanto a televisão que vocês tenham na vossa sala ou quarto. Uma ideia de verdadeira continuidade, tal a Apple preconiza. Aliás, sendo quase certo e sabido que de TV, a Apple TV só terá mesmo a pequena box, então a ideia de "contaminar" as nossas televisões, transformando-as numa televisão com câmara FaceTime faz todo o sentido! É que se um Pro Display XDR ou Studio Display que custam mais de 1700€, o que seria se Apple vendesse uma televisão com 55 ou mais polegadas...

Não seria giro?