Porque são os iPhones mais caros que os smartphones Android?

É verdade que o preço dos iPhones é elevado, mas já pararam para pensar porque será?
Escrito por Pedro Alves e
3 mins de leitura
Porque são os iPhones mais caros que os smartphones Android?
Publicidade
Publicidade

Atualmente, é mais do que sabido que todos aqueles que optam por adotar, ou manter, o ecossistema Apple nas suas vidas, terão que ter uma carteira relativamente recheada... Ou, no mínimo, mais pesada do que se optassem por um ecossistema com integração da Google.

Quer num caso quer no outro, a base é sempre o smartphone; como tal, é natural que seja este equipamento a levar consigo a maior fatia do orçamento. Os utilizadores de Android argumentam muitas vezes que os iPhones são demasiado caros, justificando até com esse motivo a escolha pelo robô verde. Mas, verdadeiramente, quantos já pararam para pensar a que é que esta diferença se deverá? É precisamente isso que vamos abordar.

Os iPhones mantêm uma boa performance durante mais tempo

O principal responsável pela velocidade de funcionamento de um smartphone é o seu processador. Sendo este componente o cérebro do aparelho, passam por si todas as tarefas desempenhadas pelo mesmo.

Ora, os processadores da série "A" usados nos iPhones são conhecidos pela sua elevada força bruta; isto, aliado ao facto de serem desenvolvidos de propósito para os equipamentos onde vão ser montados, ajuda a que a experiência no sistema operativo seja suave e fluída... Vantagens de manter as coisas "caseiras".

No lado oposto, os smartphones Android integram processadores fabricados por terceiros, o que a médio prazo acaba invariavelmente por ter as suas consequências... Não estando tudo concentrado debaixo do mesmo tecto, o esforço de otimização tem de ser dividido por vários fabricantes, vários componentes, e muitas vezes várias versões diferentes do Android. As consequências são as que já conhecemos: performance comprometida, experiência de utilização inferior, e frustração dos utilizadores.

Por tudo isto é que iPhones antigos muitas vezes se comportam melhor que alguns Android modernos.

O iOS é menos propenso a vírus e malware

Infelizmente, a reputação do Android em termos de segurança não é a melhor... Isto deve-se maioritariamente à falta de atualizações de segurança por parte das marcas de smartphones, que simplesmente ou não se preocupam com isso, ou até se preocupam mas nunca durante tanto tempo como a Apple no seu iOS.

Além disso, as aplicações presentes na Google Play Store não passam por um processo de verificação tão rigoroso como as que vão parar à App Store, o que pode conduzir à entrada de potenciais ameaças.

Não quer isto dizer que o iPhone é imune a ataques, nada disso; no entanto, a sua segurança é mais consistente do que a oferecida pelo Android.

Câmaras com qualidade de topo

É inegável que os resultados fotográficos obtidos pelos iPhones estão num nível sem igual. O maior salto qualitativo neste aspeto deu-se pelo lançamento do iPhone 5S, e a partir daí foi sempre a melhorar.

É verdade que muitas câmaras de smartphones Android oferecem ferramentas totalmente ausentes no iOS, ou que até podem ser usadas mas apenas via apps de terceiros. No entanto, quando se busca por consistência de resultados, o iPhone é a escolha acertada. Se falarmos de filmagem, então a diferença é ainda mais gritante.

Não é à toa que muitos criadores de conteúdo deixaram de lado as pesadas câmaras profissionais para passarem a carregar consigo um simples iPhone de topo.

iPhone 12 Pro Max Grafite

Qualidade de construção elevada e design elegante

Fazendo uma retrospetiva mental aos smartphones Android lançados nos últimos anos, é facil de verificar que a maioria deles são todos tão parecidos entre si que, muitas vezes, os menos entendidos sentem dificuldade em identificar alguns modelos; e quando algum fabricante muda de design, rapidamente outro aborda a mesma linguagem... o que também não ajuda.

Quando olhamos para um iPhone, não há erro nem confusão possível com outras marcas. Claro que temos de admitir que alguns modelos também são muito semelhantes entre si, mas todos estão dentro da Apple.

Há também opções para vários gostos, cores e tamanhos, mas todos com características em comum: a elevada qualidade de construção empregue, a solidez sentida ao tocar, a nobreza dos materias utilizados na sua construção. Não há como enganar quando estamos perante um iPhone.

O valor da marca Apple

O valor intrínseco que a Apple conseguiu conquistar para a sua marca é muito díficil de alcançar. É uma das empresas mais admiradas do mundo, tudo o que faz está sob escrutínio constante, daí ser natural que se guie por standards elevados.

A Apple não cria produtos: cria experiências. Daí o seu ecossistema ser o mais funcional que existe, no qual todos os equipamentos que partilham a maçã falam a mesma língua. E isto cria fidelização.


Em resumo, os iPhones são mais caros mas fazem por valer o preço pedido; quem usa um, dificilmente volta para o Android. E agora ficou mais fácil de perceber porquê.

Publicidade
Publicidade
Partilhar artigo