• Home
  • Dicas
  • Vais comprar o teu primeiro MacBook? Então considera estes fatores
Vais comprar o teu primeiro MacBook? Então considera estes fatores
Pedro Alves

Vais comprar o teu primeiro MacBook? Então considera estes fatores

Se nunca tiveste um MacBook, e estás neste momento a ponderar avançar para a sua compra, há vários aspetos que deves considerar durante a escolha. Percebemos que o fascínio sentido por estas máquinas com um design belíssimo, uma construção exímia e um sistema operativo intuitivo pode ser alto, no entanto temos que ser racionais, e de certa forma travar a emoção e o impulso de compra que muitas vezes nos assola.

Neste contexto, reunimos alguns fatores relevantes que podem determinar a assertividade da tua futura aquisição.

Processador

Desde 2020 que a Apple decidiu transitar toda a sua linha de computadores para a plataforma Apple Silicon, de arquitetura ARM, deixando para trás os chips Intel, que são x86. Esta mudança estrutural resultou em portáteis com uma performance inigualável, e ao mesmo tempo altamente eficientes do ponto de vista energético, que garantem autonomias quase surreais para a data.

Contudo, nem tudo são rosas, e com o abandono dos processadores Intel desapareceu também a possibilidade de instalar o Windows em computadores Mac, com recurso à ferramenta nativa do macOS, o Boot Camp.

Resumindo: os chips Apple Silicon são a melhor escolha possível neste mercado, mas, se necessitas de utilizar Windows no teu MacBook, estas máquinas simplesmente não são para ti.

Tamanho de ecrã e qualidade

Há várias opções de display dentro dos diferentes modelos de MacBook, com tamanhos, tecnologias e taxas de atualização diferentes. Há que ter em conta então o teu gosto e, principalmente, a tua necessidade. No entanto, todos os ecrãs que equipam os MacBooks são Retina, ou seja, a sua resolução é elevadíssima, e consequentemente também a sua densidade de píxeis.

Os MacBook Pro de 14" e 16" contam com a presença da tecnologia ProMotion, ou seja, a sua taxa de atualização é de 120 Hz, o que se traduz numa suavidade e fluidez de transição de imagens impossíveis de atingir pelos comuns ecrãs de 60 Hz. A juntar a isso, e de não menos importância, é o facto de estarmos perante painéis mini-LED, especialmente calibrados para a reprodução de cores necessária aos profissionais de fotografia e vídeo.

Os MacBook Air e o MacBook Pro de 13" usam ecrãs Retina mais comuns, ou seja, LCDs de 60 Hz, mas mesmo assim com uma qualidade de imagem invejável.

Neste campo, para um uso regular de produtividade, qualquer ecrã dos visados te vai proporcionar bons resultados e conforto de visualização. No entanto, se és profissional criativo, ou simplesmente gostas de uma área de trabalho maior, a escolha terá obrigatoriamente de recair nos MacBook Pro de 14" ou 16".

Novo ou usado?

The new M2 MacBook Air.

Não há como negar que a compra de um MacBook é um investimento relativamente avultado, que pode não estar ao alcance de toda a gente, compreensivelmente. Como tal, o mercado de usados pode ser uma opção atrativa, desde que se tenha em conta o local da compra e as condições da máquina escolhida.

Aqui pouco mais há a dizer: se puderes e tiveres possibilidades económicas para isso, opta sempre por comprar um MacBook novo, já que ficas com uma máquina mais recente, mais fiável e com garantia, mas acima de tudo sem um passado que desconheces. Se o teu orçamento for limitado, escolhe bem o teu negócio no que aos usados diz respeito.

Memória RAM e armazenamento

Slab Of Green And Gold

Estes parâmetros são muito dependentes do tipo de uso que vais dar ao teu futuro MacBook. Tudo começa nos 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno do MacBook Air, valores que são suficientes para estudantes, escritores, e para utilizadores sem grandes exigências diárias.

Por outro lado, se trabalhas no setor multimédia, és criativo, fotógrafo, fazes edição de vídeo ou animação 3D, o mínimo exigível são 16 GB de RAM, e quanto maior for este valor melhor produtividade vais conseguir extrair da tua máquina. No que ao armazenamento diz respeito, o princípio é o mesmo: começa num mínimo de 512 GB, nunca menos.

Um aspeto que deves ter em conta é que, desde há uns anos, nenhum MacBook tem capacidade de upgrade; na prática, isto significa que as especificações que escolheres na altura da compra são as que vão permanecer para sempre, sem possibilidade de alteração, ao contrário do que acontecia antigamente.

Escolha de portas

M2 Macbook Pro closed side with magsafe connector, 2 Thunderbolt 4 / USB 4 / USB-C ports and a heaphone jack

Se optares por qualquer MacBook Air ou pelo MacBook Pro de 13" não vais ter grande escolha: estes equipamentos apenas oferecem duas portas Thunderbolt/USB-C e uma porta de áudio jack 3,5 mm, o que significa que tudo o que vá para além disto vai requerer a utilização de adaptadores adicionais.

Já os MacBook Pro de 14" e 16" contam com uma selação de conexões bem mais generosa: leitor de cartões SD, três portas USB-C/Thunderbolt 4, HDMI, jack 3,5 mm e MagSafe. Assim sendo, com estes modelos é mais díficil seres obrigado a recorrer ao uso de dongles.

Poupa com os preços especiais para educação

Se és professor ou estudante podes aproveitar o programa especial para educação que a Apple tem em vigor durante todo o ano. Após uma verificação de elegibilidade, ganhas acesso a descontos exclusivos não só em MacBooks, mas também noutros produtos Apple, por isso aproveita!

Pedro Alves profile image Pedro Alves
Publicado a
Dicas