Web Summit 2022: Como as super apps melhoram o modo de vida das pessoas nas cidades

Cada vez mais as super apps fazem parte da preferência dos utilizadores. Quais as vantagens?
Escrito por Samuel Pinto e
4 mins de leitura
Web Summit 2022: Como as super apps melhoram o modo de vida das pessoas nas cidades
Publicidade
Publicidade

Uma nova era muito mais abrangente, ampla e envolvente na forma como usas as tuas aplicações está em gradual crescimento, com as chamadas super apps. Numa análise mais redutora, uma super app é uma aplicação que incorpora dentro dela outras aplicações, com várias funcionalidades e serviços a partir da mesma interface de utilizador.

As super apps oferecem uma experiência de utilização mais unificada e central, o que leva os utilizadores a preferirem este tipo de abordagem para uso no seu dia a dia. As super apps são uma espécie de balcão único onde podes comprar serviços/produtos, como encomendar comida, pedir viagens rápidas (Uber, Bolt, FREE NOW, etc.) comprar eletrónicos, lifestyle, transferir dinheiro, entre uma panóplia das mais diversas coisas.

Dois exemplos de super apps atualmente existentes no mercado são as gigantes chinesas Alipay e o WeChat. Fundada por Jack Ma, o Alibaba Group lançou a super app Alipay, inicialmente como uma plataforma de pagamento móvel, e posteriormente adicionando comércio online entre outros recursos de gestão financeira, compras e pedidos de serviços, tudo isto numa única aplicação ou plataforma.

Outra super app dominante na China, é o mensageiro WeChat com um vasto leque de serviços integrados como:

  • Lifestyle
  • Serviço de mensagens
  • Redes sociais
  • Comércio eletrónico
  • Entrega de comida e produtos alimentares
  • Serviço de correio nas cidades
  • Compra de bilhetes e passes para transportes públicos
  • Partilha de bicicletas
  • Reservas de voos, hotel e passagens de comboio
  • Pagamento de contas
  • Carregamento de saldo para telemóveis
  • Serviços de seguro e saúde
  • Serviços eletrónicos do governo como segurança social entre outros.

Embora as super apps não sejam muito comuns em países do ocidente como os EUA e países da UE, a verdade é que à semelhança do que acontece na China, a praticidade e comodismo que este tipo de aplicações possibilita, está gradualmente a conquistar a preferência dos utilizadores ocidentais. Cada vez mais, empresas ocidentais estão a apostar numa estratégia de criação de super apps, oferecendo vários recursos, serviços e funcionalidades aos seus utilizadores, numa só app, num só local, de forma simples, rápida e intuitiva.

Nesse sentido, na edição da Web Summit de 2022 está presente Markus Villig, o fundador e CEO de uma super app europeia, a saber, a Bolt (antiga Taxify). Criada na Estónia e apresentada em 2013, com apenas 19 anos de idade, Markus Villig fez crescer a empresa de tal forma que, atualmente a empresa está avaliada em vários milhões de euros, com serviços a funcionar em mais de 500 cidades a nível global.

Atualmente a Bolt oferece serviços de mobilidade onde podes pedir viagens rápidas de automóvel, alugar carros, alugar trotinetes elétricas, tens entregas de compras e um serviço de entrega de comida de restaurantes e take-away. Além disso, a Bolt oferece um serviço para empresas onde é possível controlar a gestão e os pagamentos das viagens em trabalho de empresas particulares a partir de uma conta única.

A visão mais vanguardista de Markus Villig, tem que ver com uma transição ecológica mais rápida e eficaz no que toca a uma redução de carros particulares, o que por consequência leva a que as cidades tenham menos poluição, menos congestionamento e mais espaços verdes.  

Markus Villig na edição da Web Summit 2022

Tendo em conta o modelo de negócios da empresa com sede em Tallinn, Estónia, onde a partilha de automóveis é um dos vários destaques da super app europeia Bolt, estas medidas vêm acelerar a redução da pegada ecológica de forma a tirar trânsito das grandes cidades, e dessa forma melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Logicamente que a redução de veículos nas cidades tem impacto na mobilidade dos habitantes, todavia, o aluguer de pequenos veículos elétricos como trotinetes elétricas, bicicletas, ou outro tipo de ciclomotores vem colmatar a necessidade de locomoção dos habitantes das cidades. Aliado a isto, a Bolt pretende expandir outros serviços, como a partilha de veículos, entrega de comida e compras de supermercado, tudo isto com a intenção de reduzir a mobilidade carbónica, e nesse sentido proporcionar cidades mais limpas, verdes e saudáveis para os seus habitantes, além do comodismo que estes serviços oferecem aos cidadãos.

A ideia das super apps é possibilitarem a integração de um ecossistema que leve os utilizadores a requisitarem vários serviços, recursos e funcionalidades sem terem que sair da super app. Por exemplo, vários milhões de utilizadores de viagens rápidas de automóvel também podem pedir outros serviços como entrega de comida ou de compras. Nesse sentido, os utilizadores saem beneficiados quando têm disponível vários serviços no mesmo ecossistema ou super app.

Para Markus Villig o futuro da Bolt passa por aumentar as suas operações e serviços de forma a facultar um modo de vida mais sustentável e ecológico aos seus utilizadores, reduzindo a pegada carbónica nas cidades, mas sem descurar as necessidades de locomoção dos habitantes.

Em conclusão, as super apps serão uma realidade cada vez mais expressiva em países europeus.

Devemos um agradecimento muito especial à NordVPN pelo patrocínio da nossa cobertura na Web Summit!

Publicidade
Publicidade
Partilhar artigo